top of page
  • Foto do escritorLucas Dadalt

Quais são os tipos de ar-condicionado e qual o modelo ideal para você?

Atualizado: há 2 dias

O verão brasileiro não é para amadores. Seja em casa ou no escritório, saber escolher entre os vários tipos de ar-condicionado e qual o modelo ideal para cada tipo de ambiente é uma boa pedida antes de investir em um novo equipamento.

Existem bons modelos que se adequam a variados tipos de lugar. Tudo vai depender da metragem do espaço, de quantas pessoas vão ficar por ali, entre outros fatores.

Aqui, alguns dos modelos mais populares disponíveis no mercado.


Ar-condicionado de janela

Este é um dos tipos mais comuns de ar-condicionado e é projetado para ser instalado em uma abertura de janela.

Ele geralmente consiste em uma unidade que contém todos os componentes necessários, como compressor, condensador, evaporador e ventilador.

É uma opção popular para espaços pequenos ou para quem procura uma solução mais econômica.


Ar-condicionado split

O ar-condicionado split é composto por duas unidades separadas: uma unidade interna (evaporadora) e uma unidade externa (condensadora).

A unidade interna é montada na parede ou no teto do ambiente a ser resfriado, enquanto a unidade externa é instalada do lado de fora da casa ou do prédio.

Esse tipo de ar-condicionado é conhecido por ser mais silencioso e eficiente em termos de energia do que os modelos de janela.


Ar-condicionado portátil

Este tipo de ar condicionado é projetado para ser movido de um ambiente para outro e não requer instalação permanente.

Geralmente vem com uma mangueira de exaustão que precisa ser direcionada para fora da janela ou através de um buraco na parede para remover o ar quente.

Embora sejam convenientes e versáteis, os modelos portáteis podem ser menos eficientes em termos de energia e resfriamento em comparação com outros tipos.


Ar-condicionado de teto

Também conhecido como ar-condicionado cassete, este tipo de unidade é montado no teto e é adequado para espaços comerciais ou grandes áreas.

Ele distribui o ar frio de maneira uniforme pelo ambiente e é uma escolha popular para escritórios, lojas e salas de conferência.


Ar-condicionado central

Este é um sistema de resfriamento centralizado que é instalado em residências ou edifícios comerciais.

Ele utiliza uma rede de dutos para distribuir o ar frio para todos os cômodos através de aberturas de ventilação.

Os sistemas de ar condicionado central oferecem controle preciso da temperatura em toda a propriedade e são ideais para ambientes maiores e climas mais quentes.


Como escolher o ar-condicionado ideal?

Escolher o ar-condicionado ideal requer consideração de vários fatores, incluindo o tamanho do ambiente, a eficiência energética, o tipo de instalação, entre outros. Aqui estão algumas etapas que vão te ajudar a escolher o ar-condicionado mais adequado para o seu ambiente.

  1. Calcule ou peça para calcularem a capacidade de refrigeração necessária

Determine o tamanho do ambiente que você deseja resfriar em metros quadrados. Em seguida, use essa informação para calcular a capacidade de refrigeração necessária em BTUs (unidade térmica britânica) por hora. Existem várias calculadoras online disponíveis para ajudá-lo nesse cálculo, levando em consideração fatores como isolamento, exposição ao sol, número de pessoas no ambiente, entre outros.

  1. Escolha o tipo de ar-condicionado

Considere o tipo de ar-condicionado que melhor se adapta às suas necessidades e ao seu espaço. Isso pode incluir ar-condicionado de janela, split, portátil, de teto ou central. Avalie as vantagens e desvantagens de cada tipo, levando em consideração fatores como custo, eficiência energética, facilidade de instalação e estética.

  1. Verifique a eficiência energética

Procure por aparelhos com classificação de eficiência energética A ou superior. Isso significa que o aparelho é mais eficiente em termos de consumo de energia, o que pode resultar em economia significativa nas contas de energia ao longo do tempo. Considere também características como modo de economia de energia e programação para otimizar o consumo.

  1. Avalie o nível de ruído

Verifique o nível de ruído produzido pelo ar-condicionado, especialmente se for instalado em espaços onde o silêncio é importante, como quartos ou escritórios. Modelos com tecnologia de operação silenciosa ou baixo ruído operacional podem ser mais adequados para esses ambientes.

  1. Considere recursos adicionais

Avalie os recursos adicionais oferecidos pelo ar-condicionado, como controle remoto, temporizador, filtro de ar de alta eficiência, modo de desumidificação, entre outros. Esses recursos podem aumentar o conforto e a conveniência de uso do aparelho.

  1. Verifique a garantia e suporte pós-venda

Certifique-se de verificar a garantia oferecida pelo fabricante e a disponibilidade de suporte técnico pós-venda. Escolher um produto de um fabricante confiável com boa reputação pode garantir a qualidade e durabilidade do seu ar-condicionado a longo prazo.




Como encontrar o modelo ideal por um preço justo?

Os preços médios de cada modelo de ar-condicionado podem variar significativamente com base em vários fatores, incluindo a capacidade de refrigeração, eficiência energética, marca, recursos adicionais e localização geográfica. No entanto, há algumas estimativas gerais dos preços médios para cada tipo de equipamento.

Os modelos de ar-condicionado de janela tendem a ser mais acessíveis em termos de preço, com valores variando geralmente de R$ 900 a R$ 2.500 para unidades comuns, dependendo da capacidade de refrigeração e da marca.

Os sistemas split são geralmente mais caros do que os modelos de janela devido à sua eficiência energética e ao design mais avançado. Os preços médios para sistemas split podem variar de R$ 1.500 a R$ 5.000 ou mais, dependendo da capacidade, marca e recursos adicionais, como tecnologia inverter.

Os ares-condicionados portáteis são convenientes, mas geralmente mais caros do que os modelos de janela. Os preços médios podem variar de R$ 1.500 a R$ 3.500, dependendo da capacidade de refrigeração e da marca.

Já os sistemas de ar-condicionado de teto são frequentemente usados em ambientes comerciais ou grandes espaços e, portanto, tendem a ser mais caros do que os modelos residenciais. Os preços médios podem variar de R$ 3.000 a R$ 10.000 ou mais, dependendo da capacidade e da marca.

Os sistemas de ar-condicionado centralizados são os mais caros, pois envolvem a instalação de unidades internas e externas e uma rede de dutos em toda a propriedade. Os preços médios podem variar significativamente. Geralmente, eles custam a partir de R$ 10.000 e podem ultrapassar os R$ 30.000, dependendo do tamanho da propriedade e da complexidade da instalação.


6 visualizações0 comentário

Comments


Post: Blog2_Post
bottom of page