top of page
  • Foto do escritorBruna Ramos

Diferença entre faculdades, centros universitários e universidades

Por mais que possuam as mesmas finalidades, as instituições de ensino superior, faculdade, centro universitário e universidade possuem conceitos diferentes. Pela falta de informação e por não ser um tema tão debatido, é comum que as pessoas achem que essas instituições não apresentem diferenças e mudem apenas a forma como são denominadas. 


Muito pelo contrário! Elas possuem características próprias, limites e vantagens que fazem diferença na hora em que o aluno vai se formar. Vamos entender quais as diferenças entre essas instituições de ensino? Confere tudo, detalhadamente, no texto abaixo! 


alunos de faculdade durante aula
Instituições como faculdades, centro universitários e universidades possuem a mesma finalidade, mas estruturas diferentes

Descubra as diferenças entre as instituições


Faculdade


Faculdades são instituições que oferecem cursos mais focados em uma área específica de conhecimento. O principal objetivo é proporcionar uma formação acadêmica mais direcionada e preparar os alunos para atuarem em certas profissões. 


As faculdades podem ser especializadas nas áreas da ciências humanas, exatas, saúde, comunicação, negócios e só oferecer cursos relacionados a essas respectivas áreas. Além dos cursos da graduação, elas podem também oferecer tipos de pós-graduação nas modalidades lato sensu (programas de especialização e incluem os cursos designados como MBA) e stricto sensu (programas de mestrado e doutorado abertos a candidatos diplomados em cursos superiores). 


A estrutura de uma faculdade é mais reduzida em comparação aos centros universitários e universidades. Os cursos podem ter uma duração mais curta e o quadro de professores é formado por profissionais atuantes no mercado, possibilitando uma abordagem de ensino mais prática e atualizada, direcionando a formação também para o mercado de trabalho. 


Centro Universitário


Centros Universitários são mais abrangentes do que as faculdades e possuem uma variedade maior de cursos, incluindo graduações, pós-graduações e cursos de extensão. Aqui, a formação é mais completa, combinando aspectos teóricos com práticos e oferecendo cursos em mais de uma área de conhecimento. 


Essas instituições de ensino possuem uma flexibilidade curricular pelo fato da liberdade de criação dos próprios currículos e estruturados dos cursos, conforme as demandas do mercado e as necessidades dos alunos.


Centros Universitários possuem também parcerias com empresas e organizações para oferecer estágios ao corpo discente e oportunidades de networking. Já o corpo docente precisa ser mestre ou doutor para poder lecionar as aulas.


Universidades


A universidade se destaca por ser uma instituição que possui excelência  reconhecida em todos os aspectos de ensino. Possui caráter disciplinar com formação de profissionais em várias áreas de conhecimento, autonomia total de criação e gerenciamento dos cursos de graduação e de pós-graduação. 


As universidades também são responsáveis por formar profissionais, pesquisas científicas de alto nível em todas as áreas de formação disponíveis e por promover meios que gerem benefícios para a sociedade. 


Entre as três, é a instituição de maior autonomia, podendo abrir novos cursos sem autorização prévia do Ministério da Educação (MEC). Também costumam ter uma infraestrutura mais robusta, com laboratórios de pesquisa, bibliotecas extensas e uma variedade de atividades extracurriculares.


Em 2023, o Center for World University Rankings avaliou mais de 20 mil universidades avaliando a educação, empregabilidade, docência e pesquisa. Dentre as brasileiras destacadas, estão 


  • Universidade de São Paulo, na 109ª posição

  • Universidade de Campinas, na 344ª posição

  • Universidade Federal do Rio de Janeiro, na 376ª posição

  • Universidade Estadual Paulista, na 424ª posição

  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul, na 467ª posição

  • Universidade Federal de Minas Gerais, na 503ª posição

  • Universidade Federal de São Paulo, na 582ª posição

  • Universidade Estadual do Rio de Janeiro, na  696ª posição

  • Fundação Oswaldo Cruz, na 698ª posição

  • Universidade Federal de Santa Catarina, na 718ª posição


Modalidades de ensino


Algumas instituições disponibilizam o ensino remoto e o ensino presencial, com o objetivo de atender as necessidades de todos os públicos e também oferecer uma modalidade de ensino mais acessível. 


Presencial


O modelo presencial é a abordagem mais tradicional com os alunos frequentando fisicamente um ambiente de ensino. As aulas ocorrem em horários determinados, exigindo dedicação e planejamento para garantir a presença nas atividades diárias.


É importante observar que a presença é obrigatória, sendo necessário cumprir uma porcentagem mínima de frequência, geralmente estabelecida em 70%. Ficar abaixo desse índice pode resultar em reprovação por falta.


Remoto ou EAD


Nas modalidades online ou EAD (Educação a distância), as aulas são gravadas pelos professores, permitindo aos alunos acessar o conteúdo a qualquer momento por meio de dispositivos como celular, tablet ou computador. Há uma maior flexibilidade de estudo, já que os alunos podem assistir às aulas de acordo com sua própria programação. 


A escolha entre modalidades deve ser baseada em suas preferências pessoais, objetivos acadêmicos e estilo de aprendizado, levando em consideração tanto a estrutura tradicional do ensino presencial quanto a flexibilidade oferecida pelo ensino online.


modalidade ead
Aulas na modalidade EAD acontecem por meio da tecnologia

O que levar em consideração antes da decisão?


A escolha entre faculdade, centro universitário e universidade não é apenas uma decisão acadêmica, mas uma tomada de decisão que impactará o futuro profissional do estudante.


É importante que se considere 

  • A reputação da instituição;

  • O currículo do curso;

  • A qualidade dos professores;

  • As vantagens da instituição, como parcerias com empresas e programas de estágio;

  • Atividades extracurriculares e outros. 


Ao optar por uma instituição de ensino superior, os estudantes estão moldando o caminho da carreira profissional. Avaliar a necessidade como profissional, pensando estrategicamente no futuro, abrirá portas para grandes oportunidades que preparam os alunos para os desafios do mercado de trabalho.


A importância da escolha certa entre as instituições


Antes de decidir qual instituição de ensino superior escolher para realizar uma graduação ou pós-graduação, é recomendável realizar uma pesquisa detalhada, visitar instituições, ver recomendações, avaliar os cases de sucesso de alunos egressos e verificar o quanto a instituição escolhida impactou no mercado de trabalho, conversar com o corpo discente e docente e avaliar os objetivos educacionais da instituição para com o aluno. 


Portanto, não tem como definir qual das três instituições de ensino superior são melhores pois a escolha entre as três depende dos objetivos e preferências do estudante. A única pessoa que pode definir isso é o próprio estudante. No entanto, é importante que ele entenda o foco de cada instituição. 


Se o foco é uma formação mais específica e direcionada para o mercado de trabalho, o mais indicado é escolher uma faculdade. Já para os estudantes que buscam uma formação mais abrangente e flexível, o mais recomendado é um centro universitário. Agora se o seu foco é em pesquisas acadêmicas e o mergulho em diversas áreas do conhecimento, o mais indicado é uma universidade.


Posts recentes

Ver tudo
Post: Blog2_Post
bottom of page